sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Revelações de pai-de-santo

Depois das pesadas críticas dos últimos dias, não vi outra alternativa a não ser de novo procurar um pai-de-santo. Mas antes que digam que virei feiticeiro, gostaria de esclarecer que o meu único objetivo na visita era apenas saber até quando serei hostilizado por causa de minhas inocentes crônicas.
Chegando ao terreiro de consultoria espiritual percebi que não iria ser fácil falar com o conceituado Pai Chico, uma vez que em época de eleição a fila de “pacientes” é enorme. O que tinha de gente esperando atendimento era coisa de louco.
Mas como brasileiro não desiste nunca, ao ver nosso velho conhecido Lábios Úmidos, pensei: o problema da fila está resolvido. Ledo engano, pois o dito cujo chegou perto de mim e cochichou: “Arruma uma onça, que eu te passo na frente dos outros!” Aquilo me confundiu. Onde eu iria arrumar uma onça? Se pelo menos fosse um gato preto...
Percebendo minhas dúvidas, Lábios Úmidos traduziu: “Não é um felino que eu quero, e sim uma notinha de cinqüenta!” Duas horas depois – e uma “oncinha” mais pobre – finalmente chegou minha vez.
Na sala de audiências, nova surpresa. Não é que o pai-de-santo perguntou se eu havia virado político. Respondi que não, e expliquei o que tinha me levado lá. Pai Chico deu uma tragada no cachimbo e comentou: “Sossega, filho, não vai demorar e seus críticos estarão fazendo xixi de cócoras!” Confesso que não me animei muito com o “castigo” que será aplicado nos meus críticos, já que esse tipo de coisa eles tiram de letra.
Então Pai Chico reclamou que tinha uma coisa perturbando o sono dele e que talvez eu pudesse ajudar. Em seguida, explicou que tudo começou quando dois postulantes a um cargo muito cobiçado pediram para ele fazer um ritual chamado “cachimbo revelador”.
Segundo o pai-de-santo, nesse ritual os adversários pitam em velhos cachimbos e aquele que conseguir fazer mais fumaça ganha o objeto que está em disputa. Como no caso em pauta o primeiro sujeito não precisou de muito esforço para encher o recinto de fumaça, o segundo – que não conseguiu fazer nem uma fumacinha – disse que aquilo era fraude e que no seu cachimbo não tinha fumo. Ofendido, Pai Chico desabafou: “Logo você vai levar o maior fumo da sua vida!” E o brigão não deixou por menos: “Pois saiba que eu vou fechar este lugar em janeiro!”
Depois desse relato, o pai-de-santo deu uma nova tragada no cachimbo e perguntou se eu poderia fazer algo para impedir que o seu terreiro fosse fechado. Como não sou bobo nem nada, respondi: “Fica tranqüilo, grande guru, teu xará nunca deixará isso acontecer!”
Muito feliz, Pai Chico começou a dançar e a falar coisas que eu não conseguia entender. E assim termina mais um texto que vai render dissabores a esse pobre cronista.

31 comentários:

Anônimo disse...

PARECE QUE O SENHOR LONDRINA GOSTA DE UMA FALCATRUA CORROMPER PAI DE SANTO PARA FURAR FILA, ONDE FICA O EXEMPLO PARA COM OS LEITORES?

Bruno Pinto Soares disse...

Grande Londrina!

Pai Chico está com muito trabalho esses tempos, não é? Nem tanto com os candidatos a prefeito, afinal, nem precisamos de Lábios Úmidos para saber o que vem por ai.

Na verdade, Pai Chico deve estar quebrando a cabeça com os candidatos a vereança. Apesar que para muitos, nem amarração da 'braba' da jeito!! rs

Abraço

ps: Vamos mandar alguns nomes, para o terreiro, com os antigos 'anônimos' do Blog para que seja feito um 'trabalho' em cima disso. O castigo não pode ser o xixi de cócoras, afinal muitos podem gostar e continuar com as apurrinhações!rs
Pensaremos em algo diferente!

Mauro disse...

Bela crônica, Londrina! Agora, sob o olhar severo de Bruno Pinto Soares, você poderá desfilar sua arte à vontade. Todos se desfizeram de seus porretes, deixando as mãos livres para aplaudir. Rs.

Everton Santos disse...

Grande Londrina, mais uma vez parabéns pela criatividade e coesão textual.
Ao que tudo indica vem novo livro por aí...

Abraços

Profeta disse...

Aguardem que a vingança vai ser maligna.Em 2012 não ficará pedra sobre pedra nessa cidade.Pai Chico cruzará os braços e deixará seus aliados a mercê do ódio dos que estão sendo humilhados nessa eleição.Quando chegar a hora da verdade, quero ver se o Londrina e sua turma terão coragem de fazer as gracinhas que fazem hoje.

Mãe Dinah disse...

O Londrina e o Mauro Cardin são pais de santo? E o Bruno? No dia que alguém costurar o nome deles na boca de um sapo, eles sentirão
na pele as consequências de mexer com o que não deve.

Representante afro disse...

Os cultos afrodescendentes foi o meio encontrado pelos escravos para manter um pouco de sua cultura no Brasil. A capoeira também é um ritual africano, mas dela ninguém tem coragem de falar. Acho que misturar o rico legado daqueles que mais sofreram para construir nosso país não é a melhor coisa que poderia ser feita no blog.Axé a todos!!

bruno pinto soares disse...

Como é interessante ler esses comentários lindos, com críticas veladas, tudo muito bem comportado, como deve ser uma discussão entre adultos.

Londrina, estão vaticinando um futuro negro para 2012. Será que Pai Chico tem o corpo fechado para aguentar o tranco?

Não sou Pai de Santo, mas esses me agradam mais que os padres!

abraço

Fábio disse...

Londrina

Consultei meu tanakh, e pude ver que as projeções de pai Chico estão corretas.
O ocultismo e feitiçaria estão dominando o blog, e até minha visão começou a turvar, pois vi seu mestre de papo com um ex prefeito que tanto ele criticava,pensando bem vou procurar uma benzedeira só para meu resguardo. Um abraço

Mauro disse...

Fábio, não tem nada de mais conversar com um adversário político, vc bem sabe disso. O problema seria conduzir projetos políticos com quem pensa diferente da gente.
Bruno, tenho certeza de que você tem consciência do valor dos líderes espirituais. Não é nem preciso ser adepto das religiões para reconhecer a importância do trabalho deles, para as pessoas e para a sociedade, não é mesmo?
Abraço pra todos!

Professor Universitario disse...

Creio que sou extremamente suspeito para comentar textos de gente da “estirpe” de Mauro e Londrina, pois minha linha de pensamento costuma convergir (ou ao menos concordar) com o ’sarcasmo de direita’ e as ‘profecias liberais no deserto estadista’ às quais estes e alguns outros polemistas Adamantinenses (Bruno Soares e Outros…) são associados. Mesmo assim, farei um esforço de criticismo.
Em outras palavras, eles parecem acreditar que ter uma leitura liberal e individualista (portanto, de forte influência européia e americana) dos fatos é sinal de maior cultura, enquanto as doutrinas nacionalistas, socialistas e populistas seriam um indicador irrefutável de atraso político e de inferioridade da própria mentalidade da população local, num viés evolucionista. A própria definição de quem é “burro”, “analfabeto” e quem é “letrado” e bom leitor (é óbvio que há certa vaidade intelectual em citar grandes pensadores) segue por tal premissa.
Sei que estou sendo ambíguo e talvez um pouco confuso. Preciso ser, pois não quero direcionar suas leituras. Mas seria bom prestar dupla atenção a como são empregadas palavras-chave que conotam prestígio (ou estigma) cultural: termos como, “dia a dia”, “intelectual”, “professor”, “escritor”, “políticos” e “invertidos” – isso além nomes de autores, citações, nomes de obras, etc.
Doutrinação política disfarçada de artigos e crônicas é perversidade.

candidato disse...

Mãe Dinah,costurar o nome desse povo na boca de sapo é pouco.Para o bem da cidade, eles deveriam ser jogados numa potente maquina de moer carne.

Ateu disse...

Esse Bruno é bom mesmo.Os únicos homens de saia que são verdadeiros homens, são os escoceses depois que tomam dois litros de whisky.Rs...

Londrina disse...

“A liberdade não é surda-muda, nem paralítica. Ela vive, ela fala, ela bate as mãos, ela ri, ela assobia, ela clama, ela vive da vida”. Essas sábias palavras mostram porque Machado de Assis é o maior escritor brasileiro de todos os tempos, e ensinam que devemos responder a todos que comentam nossas humildes crônicas. Sendo assim, vamos cumprir nossa obrigação:
1) Caro anônimo, dar o dinheiro do “cafezinho” para Lábios Úmidos foi apenas uma forma espirituosa de ilustrar a crônica e, ao mesmo tempo, fazer uma crítica velada a nossa sociedade tão acostumada a essa prática abominável.
2) Caro Bruno, você acertou em cheio, pois o que tem de gente perturbando a vida do pobre Pai Chico não é brincadeira.
3) Caro Mauro, você está mais do que certo, com o moderador ficamos livres do vocabulário chulo de alguns “liberais” que freqüentavam esse espaço.
4) Caro Everton, você deve ter uma bola de cristal escondida em algum lugar. Quem falou de novo livro?
5) Caro Profeta, fazer a revolução sim, perder a ternura jamais.
6) Cara Mãe Dinah, por que tanto rancor no coração de alguém com tantas habilidades especiais?
7) Caro Representante Afro, você está enganado, conheço e respeito a cultura afro desde que me conheço por gente. Já ouviu falar do Coletivo Anti-Racismo?
8) Caro Bruno, pelo jeito Pai Chico terá mesmo muito trabalho em 2012, pois como está sendo pintado o diabo – ou seria a diaba – a coisa não vai ser fácil.
9) Caro Fabio, o ex-prefeito que estava trocando idéias com o Mauro Cardin seria o Laércio Rossi? Quanto a questão da benzedeira, acho bom você procurar uma com urgência.
10) Caro Mauro, não tem nada de mais conversar com um “ex-adversário” político. Quanto ao Bruno, tenho certeza que ele reconhece e admira o trabalho social realizado pelos religiosos de nossa cidade.
11) Caro Professor Universitário, obrigado pelos comentários, no entanto Vossa Senhoria está equivocado quando diz que nós estamos usando nossos textos para doutrinar os mais jovens.
12) Caro Candidato, Pai Chico disse que as urnas não são maquinas de moer carne, mas que tem muita gente que será triturada por elas no próximo domingo.
13) Caro Ateu, não podemos julgar ninguém pelas vestimentas, e sim pelo caráter.
Abraços a todos.

Mauro disse...

Professor universitário, pelo seu comentário, percebe-se que vc poderia nos brindar com um excelente artigo.
Não entendo porque, numa cidade com 32 cursos superiores, temos apenas quatro/cinco pessoas que escrevem (desculpe-me mas vejo um pouco de egoísmo nisso). Talvez um dia a FAI pense num programa de estímulo à contribuição de seus docentes na imprensa da cidade.
O que se deseja é uma cidade com uma política sadia e onde o pensamento flua intensa e livremente. Penso que vocês intelectuais, mais do que ninguém, podem dar uma mão nesse sentido. Abraço a todos!

Professor Universitario disse...

Digam-me: o que faz alguém optar pelo erro, começar a colher os frutos negativos dessa opção e, em vez de corrigir o rumo ou recuar, fazer justamente o contrário: avançar no engano? Não sei. Fé cega? Teimosia? Quem deus perdere vult, prius dementat. Lembram-se do que citei aqui: “mas seria bom prestar dupla atenção a como são empregadas palavras chaves que conotam prestigio (estigma) cultural” Londrina você esta abusando da retórica para justificar enganos e desenganos. Já que estamos em tempos de Machado de Assis, vem-me uma frase esparsa de Helena, um livro da fase ainda romântica do escritor: “Perdi tudo, padre-mestre”. Para quem não lembra, o latinório acima significa o seguinte: “A quem Deus quer perder, primeiro lhe tira o juízo”.

Professor Universitario disse...

Artigo! Não Sou hipócrita nem pelego. Assim faço na vida, em casa, com amigos, em qualquer lugar. Se concordo, digo que concordo; se discordo, digo que discordo. Às vezes, a opinião é incômoda. Quando deixei clara aqui, sem ambigüidades, a minha oposição a você e ao Londrina, o que você acha? Eu sabia que seria minoria, como fui, mesmo neste blog. Se quisesse sempre o aplauso, o “muito bem!”, procuraria me situar num lugar do discurso que contemplasse as três posições básicas: a favor, contra, e o famoso a-favor-e-contra-com-reservas. Mas eu não sou isso. Procuro matizar, discutir, argumentar, ponderar, mas sempre caminhar para um desfecho, como se estivesse tomando ali uma posição, fazendo uma escolha. E, sei isso pode ser detestável para muitas pessoas.
Discorde de mim é bom. Discorde como discordo de tanta gente por quem tenho imenso respeito — e falo tanto dos vivos como dos mortos. Muito gente diz que demonizo adversários. É mentira. Desprezo e trato a pontapés os que se acham no direito de me censurar ou de me discriminar porque se acham mais humanistas e mais bondosos do que eu.

Londrina disse...

Ao amargo "professor" universitário dedico:

Uma Chuva Forte Vai Cair
(Bob Dylan)

Oh, onde você esteve meu filho de olhos azuis?
Oh, onde você esteve, meu jovem querido?
Tropecei ao lado de doze montanhas nebulosas
Eu andei e engatinhei em seis estradas tortuosas

Eu pisei no meio de sete florestas tristonhas
Entrei e saí da frente de uma dúzia de oceanos mortos
Estive dez mil milhas
Na boca de uma sepultura
E é uma forte, é uma forte
É uma forte, e é uma forte
E é uma forte chuva que vai cair

Oh, o que você viu, meu filho de olhos azuis?
Oh, o que você viu, meu jovem querido?
Eu vi um bebê recém nascido
Com lobos selvagens lhe rondando
Eu vi uma estrada de diamantes sem ninguém sobre ela
Eu vi um galho negro com sangue que pingava
Eu vi um quarto cheio de homens
Com seus martelos sangrando
Eu vi uma escada branca toda coberta de água
Eu vi dez mil oradores
Cujas línguas estavam dilaceradas
Eu vi armas e espadas afiadas
Nas mãos de crianças pequenas
E é uma forte, é uma forte, é uma forte, é uma forte
E é uma forte chuva que vai cair

E o que foi que você ouviu meu filho de olhos azuis?
E o que foi que você ouviu meu jovem querido?
Eu ouvi o som do trovão
E seu estrondo era um aviso
Ouvi o ronco de uma onda
Que poderia afogar o mundo inteiro
Ouvi mil bateristas
Cujas mãos estavam em brasa
Ouvi dez mil sussurrando e ninguém estava ouvindo
Ouvi uma pessoa morrer de fome
Ouvi muitos rindo
Ouvi a canção de um poeta que morreu na sarjeta
Ouvi o som de um palhaço que chorava no beco
E é uma forte, é uma forte
É uma forte, e é uma forte
E é uma forte chuva que vai cair

Oh, quem você encontrou meu filho de olhos azuis?
Quem foi que você encontrou meu jovem querido?
Eu encontrei uma criança jovem ao lado de um potro morto
Encontrei um homem branco
Que passeava com um cachorro preto
Encontrei uma jovem mulher cujo corpo estava queimando
Eu encontrei uma jovem menina, ela me deu um arco-íris
Eu encontrei um homem que estava ferido no amor
Eu encontrei um outro homem que estava ferido em ódio
E é uma forte, é uma forte
É uma forte, e é uma forte
E é uma forte chuva que vai cair

Oh, o que farás agora, meu filho de olhos azuis?
Oh, o que farás agora, meu jovem querido?
Vou voltar lá pra fora antes que a chuva comece a cair
Vou andar até as profundezas da mais negra floresta
Onde o povo é tamanho
E suas mãos são vazias

Onde as cápsulas de veneno estão afogando suas águas
Onde o lar no vale
Encontra a prisão úmida e suja
Onde o rosto do executor está sempre bem escondido
Onde a fome é feia, onde as almas são esquecidas
Onde preto é a cor, onde nada é o número
E eu posso contá-lo e pensa-lo e dize-lo e respira-lo
E refleti-lo das montanhas
Para que todas as almas possam vê-lo
Então ficarei em pé sobre o oceano até começar a afundar
Mas eu conhecerei minha canção bem
Antes de começar a canta-la
E é uma forte, é uma forte, é uma forte, e é uma forte
E é uma forte chuva que vai cair

Simples Mortal disse...

Os debatedores deixaram o campo esotérico e partiram para o academicísmo? Se isso aconteceu, tá na hora de colocar um tradutor no blog. Quase ninguém sabe decifrar as mensagens em código dos intelectuais.

Anônimo disse...

"Desprezo e trato a pontapés os que se acham no direito de me censurar ou de me discriminar porque se acham mais humanistas e mais bondosos do que eu."...parabéns, Professor!!!O senhor é altamente democrático, humilde e deve ser sempre o dono da verdade. Parabéns!!!

Professor Universitario disse...

Às vezes, como num provérbio zen, a verdade está no paradoxo. Exemplo: menos é mais. Ou: dois passos atrás podem significar um à frente. Ainda: os últimos serão os primeiros.

“Aquela gente, para se desencadear, numa tromba devastadora, pela cidade, não precisa de instruções nem de planos concertados. Ali há sempre navalhas afiadas e trabucos carregados, à disposição de todas as causas e a serviço de todos os patrões” (“A Revolta da Vacina”, Gazeta de Notícias, 20/11/1904).


“O dia da desafronta chegou. O arraial maldito foi desmantelado. A lição foi tremenda. Não é de crer que o resultado da aventura ainda possa permitir que haja na alma

Dedico aos intelectuais Mauro Cardim E Londrina

Anônimo disse...

Londrina Sou um destes anônimos e silenciosos leitores que bebem na sua fonte. Agradeço-lhe diariamente por desconstruir nossos "politicos". Quando surge fato de que não sei ao certo, aonde a imprensa quer ir, recorro aos seus artigos. Continue nos brindando com esta lucidez.

Dândi disse...

Jaques Derrida deve ser o pai deste blog , não tenho duvidas tem muita influencia dele sobre os comentaristas deste espaço.

anjo-da-guarda do professor universitário disse...

Quando você vai parar de me dar trabalho? Logo os intelectuais vão dizer que você é apenas uma "vítima"de vários abaixo-assinados de alunos, que um dia sonhou ser articulista e acabou se estrepando todo.Se tal desgraça acontecer, azar seu.Kkkkkk.

Anônimo disse...

"Sei que estou sendo ambíguo e talvez um pouco confuso." !Professor Universitário!....ponha confuso e ambíguo nisso....releia seus textos (comentários) e verá que está fazendo exatamente o que critica em Mauro e Londrina...quer arrastar os leitores para o sua opinião?usando textos,ou citações, de outros? "já que estamos em tempo de Machado de Assis" recomendo a leitura de Esaú e Jacó...

Anônimo disse...

hahahahaha como o professor universitário vestiu outra pretensa roupa....hahahahaha....seu texto não engana ninguém.....só faltou falar em "esquina", "tupiniquim", "globalização"e colocar alguns paradoxos como todos os seus textos o são....hahahahaha....

Mauro Cardin disse...

Bruno, eis uma sugestão de texto para a lápide do blog. Peço que vc a revise.
“No segundo trimestre de 2008, Bruno Pinto Soares e amigos criaram um blog de debate em Adamantina, o Ágora Adamantinense. Mas, já em outubro do mesmo ano, o espaço, por não haver atendido às expectativas narcisistas do grupo fundador e em função de seu líder não mais se interessar por ele, acabou. Isso, apesar dos reiterados esforços do sindicalista Nivaldo M. Nascimento de nele publicar artigos para lhe dar sobrevida.”
Proponho também que o texto seja utilizado por futuros estudiosos que se dispuserem a registrar a pobre história da cidade deste começo de século.
Abraços.

Anônimo disse...

O Auto da Barca do Inferno¹, é nesta linha que o blog caminha - assonância.

¹ Para se fazer referência às grandes obras, conforme expôs o denominado "professor universitário.

Jé Theodoro disse...

Afff...q discução mais inutil...só quero saber uma coisa!
Quais foram os vereadores eleitos ai em Adamantina...abraços! E pelamord´deus...virem o disco!

candidato disse...

1. DEDÉ TUBAINA - PSDB 1.507 7,64%
2. ISRAEL - PSDB 1.251 6,34%
3. FABIÃO - PT 909 4,61%
4. RAQUEL DO POSTO - PDT 873 4,42%
5. GALVÃO - PSDB 796 4,03%
6. CLEUSA DA PASTORAL - PT 793 4,02%
7. SILVINHO FRIZÃO - PPS 790 4%
8. PROFESSOR HELIO - PR 704 3,57%
9. JOÃO GRANDÃO - PT 658 3,33%
10. EDUARDO FIORILLO - PSDB 579 2,93%
11. DINHA - DEM 576 2,92%
12. ROGÉRIO MACARRÃO - PSB 472 2,39%
13. RUDIMAR - PV 455 2,31%
14. JOÃO CARLOS CONTIERO - PP 377 1,91%
15. MARCINHO DO FORUM - PSB 374 1,9%
16. TONINHO REVELIN - PSDB 366 1,85%
17. MOACIR BARALDI - PV 364 1,84%
18. CLAUDEMIR COBO - PSB 353 1,79%
19. ROBERTINHO DA DENGUE - DEM 331 1,68%
20. GRANADO - PSDB 330 1,67%
21. NIVALDO UEMURA - PSDB 286 1,45%
22. JOÃO DAVOLI - PMDB 264 1,34%
23. ZETÃO SORVETEIRO - DEM 251 1,27%
24. MARTIM COBO - PSDB 233 1,18%
25. NOVÃO - PV 209 1,06%
26. MANFRINATO - PR 207 1,05%
27. VARTÃO DO PARQUE DO SOL - PTB 202 1,02%
28. JOEL CAVALCANTE - DEM 192 0,97%
29. ZÉ GRASSI - PT 181 0,92%
30. TAVONE - DEM 176 0,89%
31. SHI - PSDB 169 0,86%
32. CLAUDIO GRILL - PT 144 0,73%
33. EDNA - CÉLIA SALGADOS - PT 132 0,67%
34. EVANIO CARLINHOS - PDT 131 0,66%
35. JOSE CARLOS MENEGASSI (DA FAI) - PR 122 0,62%
36. VALDIR TINETTI - PTB 121 0,61%
37. NIL DA TELESP - PP 118 0,6%
38. ADILSON DAMIÃO - PR 102 0,52%
39. NELSÃO - PMDB 99 0,5%
40. DOMINGOS (DO ATLETISMO) - PR 97 0,49%
41. JOSE INOCENCIO - PIPOCA - DEM 89 0,45%
42. XUXU - PV 89 0,45%
43. PITECO - PMDB 83 0,42%
44. BETH ENGENHARIA AMBIENTAL - PV 80 0,41%
45. ZÉ RIO DA AMBULANCIA - PT 77 0,39%
46. GOLA - PT 76 0,39%
47. VALDEIR DIAS (VAL) - PR 74 0,38%
48. OSMAR CORVELONI - PSB 70 0,35%
49. AMARAL SERGIO UCHELLI - PDT 69 0,35%
50. APARECIDO PEREIRA - PDT 66 0,33%
Brancos 1.039
Nulos 480
Abstenções 5.336
Veja a lista completa de candidatos

Atualizado às 01:49:36


--------------------------------------------------------------------------------

Localização

Bruno Pinto Soares disse...

Olá Mauro,

Acredito que o Blog não foi criado para atender expectativas narcisistas de ninguém. Se essa é a impressão, sugiro que todos os articulistas desse espaço façam uma retrospectiva de seus textos e pensem se essa foi a imagem que quiseram passar. Inclusive, estendo o conselho à você!

Acredito que outras pessoas poderiam participar desse espaço. Mas percebe-se que, ou falta coragem, ou idéias para explanar. Sem contar, é claro, o ego ferido em colocar suas idéias a apreciação do público!!

Grande abraço