terça-feira, 5 de agosto de 2008

Decisão de Eleitor

Começou a temporada eleitoral. Foi dada a largada para o aparecimento de mágicos de todos os tipos. Candidatos a vereador que vão de catador de papelão a empresário, de funcionário público a dono de boteco. Santinhos com os rostos dos ‘ilustres’ vão infestar a cidade. Em jogo as nove cadeiras da câmara municipal e um bom salário em relação a nossa renda per capita. Entre setenta e cinco candidatos como escolher? Ser jovem, bonito, ter curso superior, ser trabalhador, empresário, ser mulher, ser conhecido, ser experiente na política, ser honesto, apoiar sempre o prefeito, fiscalizá-lo sempre? Qual a qualidade que você considera mais importante na escolha do seu vereador? Como eleitor, o vereador, para ser considerado bom, tem que apresentar propostas concretas e não eleitoreiras, afinal, verear significa vigiar pelo bem estar e segurança dos munícipes. Um bom vereador deve utilizar de suas prerrogativas, exclusivamente, para atender o interesse público, além de agir com respeito ao executivo. Tem, também, que saber exatamente o que cada região da cidade necessita e apontar, de forma clara, objetiva e definitiva, a solução para os problemas coletivos e comunicar-se, convenientemente, com todos os setores da sociedade. É pelo voto que mudamos a sociedade, para melhor ou para pior.

8 comentários:

Lucas Lima disse...

Grande idealista, só você e mais meia dúzia de pessoas para querer melhorar essa câmara. Discursinho bonitinho para quem trabalha para o prefeito.

serginhofotos disse...

Muito Bom. Prescisamos de informações deste tipo quem sabe Adamantina se torna a cidade mais honesta do brasil. Com pessoas como Kiko e outras Honestas divulgando o caminho para melhorar a corrupção deste Pais.

Julio disse...

Tudo bom Fábio.

Como eleitores temos que procurar um candidato que se encaixa nessas características. Um abraço

Mauro Cardin disse...

Texto certinho! Nem a professora de educação moral e cívica faria melhor. Mas será que não tá faltando um pouco de ousadia, Fábio?... Rs (não vale ficar bravo) Abração.

Chiquinho Toffoli disse...

A ousadia, seria escolher vereador(a) que tivesse condições de buscar verbas para os mais diversos programas existentes,principalmente na esfera federal.

Londrina disse...

Caro Fábio Ortega.
Parabéns pelo "corajoso" texto. Vossa aula de OSPB deve ter feito antigos partidários da ARENA rolarem no túmulo, de inveja, é claro! rs.
Abraços.

bruno pinto soares disse...

Caro Fabio, jactância e 'alfinetadas' a parte, entendo seu texto.

Ficaria feliz se essa análise não precisasse ser feita, se todos os eleitores tivessem o mínimo de consciência política, se pudessemos contar com uma bela câmara de vereadores, deputados...

Olhe a enquete ao lado. Quantos votaram em medíocre? E o que nós fazemos? NADA!! Talvez esse seja um início, com uma possível renovação dos quadros daqui quatro anos. Será que estamos acordando? É cedo para afirmar...

Nossa sociedade pode trabalhar isso e acredito que a FAI, os meios de comunicação, os 'formadores de opinião' sejam o motor propulsor dessa transformação!

Por enquanto, percebo que dentre os quase 80 candidatos que estão na disputa, pelos menos 9 boas pessoas podemos colocar no legislativo. Independente de partido, há 9 pessoas, dentre os 80, que podem ocupar e desempenhar bem o trabalho que a cidade necessita.

Vamos ver quantos desses conseguem se eleger...

abraço

Anônimo disse...

ORTEGA.
POR FAVOR NA FALTA DE ASSUNTO EVITE ESCREVER ASNEIRA.... POUPE-NOS
SEM MAIS PARA O MOMENTO
R.G.