terça-feira, 29 de julho de 2008

Dupla personalidade

Se, em alguns casos, a dupla personalidade é um distúrbio mental, em outros pode não passar de um truque para esconder a verdadeira identidade. Hitler é um exemplo do primeiro caso: o maior assassino da História, em criança, adorava pintar singelas paisagens. Já exemplos do segundo, os maus políticos oferecem em quantidade. Como se sabe, muitos desses “amigos do povo, da ética e da justiça social” escondem suas fraquezas e seus maquiavélicos planos atrás de belos discursos. Felizmente, na maioria das vezes esses impostores são desmascarados.
Deixando de lado os políticos e seus truques mirabolantes, até porque quem é o crítico mais contundente sobre esse assunto em nossa cidade é o mestre Mauro Cardin, vamos a um famoso caso de dupla personalidade ocorrido no Brasil. Conta-se que Virgulino Ferreira, o Lampião, só entrou no mundo do crime por causa do assassinato do pai. E que, depois de vingá-lo, tomou gosto pelo cheiro da pólvora e pelo sangue, de tal forma, que em pouco tempo, tornou-se líder do maior bando de cangaceiros que já se conheceu.
Mas, o que poucos sabem é que, segundo algumas pessoas, Lampião, mesmo antes de virar criminoso, já tinha costumes corajosos para sua época: cultivava flores da caatinga e remendava a roupa dos irmãos; coisas que não deixou de fazer depois, nos momentos de folga, entre um tiroteio e outro.
E como desgraça (ou calúnia) pouca é bobagem, também falam que o rei do cangaço teve um caso amoroso com seu lugar-tenente, um loiro de olhos azuis, descendente de holandeses, que tinha o apelido de Corisco. E que o chapéu quebrado na testa, marca registrada de Lampião, ganhou esse formato de tanto o cangaceiro encostar a cabeça nas rochas do sertão, para facilitar a vida do companheiro.
Não se sabe ao certo se isso é verdade, mas de uma coisa não podemos duvidar, o moço de costumes delicados só se transformou no mais cruel cangaceiro movido pelo sentimento de vingança. E pela dupla personalidade que pode estar afetando os neurônios de alguns articulistas da Cidade Jóia.

Obs: Publiquei esse artigo pela primeira vez em 2003, e, pelo visto, de lá para cá pouca coisa mudou...

27 comentários:

Bruno Pinto Soares disse...

Londrina,

Dupla personalidade (ambidestros políticos) e vingança são marcas registradas de nossa política nos últimos anos.

Mas andam dizendo por aí que os dissimulados de plantão são os petistas, que racham o grupo propositadamente para sempre se manter no governo.

O que vc acha de tal colocação? rs

Quero dizer, prontamente, que discordo de tal análise.
abraço

Lucas Lima disse...

Pseudônimos de toda forma marcam o trabalho de escritores dos mais diversos gêneros. Isso acontece dês de que literatura é literatura.

Fernando Pessoa é o mais clássico para citar apenas um.

Agora a ventrilokia é uma arte que vem dos gregos, e na idade media era chamada de feitiçaria, hoje nada mais é do que uma arte cênica.

Londrina disse...

Amigo Bruno...
Acho que tais comentários sobre os petistas, de péssimo gosto por sinal, é coisa de pessoas que muito se identificam com os cabras de Lampião, principalmente com aqueles que tinham o chapéu quebrado na testa.

Abraços

Everton Santos disse...

Este artigo, apesar de publicado em 2003, aborda muito da realidade adamantinense sim. Parabéns para quem o assina, pois não utiliza pseudônimos para se expressar...

Lucas Lima disse...

Meu querido Everton somos todos iguais, mas não copia um do outro.

Por esse motivo, não é de estranhar que, às vezes, sobre o mesmo assunto, tenhamos opiniões diferentes.

Everton Santos disse...

Caro Lucas Lima (ou seja lá quem for), discordo do seu posicionamento. Somos totalmente diferentes.... indivíduos. Ah! Com certeza com opiniões diferentes. Abraços.

Londrina disse...

Ilustre Lucas Lima,
Seus comentários são ótimos, nem os filósofos gregos fariam melhor.
No entanto, não seja tão amargo com os amigos. Não temos culpa da extrema direita ignorar sua sabedoria política nessas eleições. Falando nisso, você deveria aproveitar esses dias no Vale das Sombras para reler Epícuro, Descartes, Erasmo, Schopenhauer e, claro, Nietzsche. Outra coisa, lembre-se que todo simples mortal que pensa ser Sócrates, uma hora acaba degustando uma bela taça de cicuta. Cuide-se, nós precisamos de você.
Abraços.

Mauro Cardin disse...

Belos artigos, belos comentários. Londrina, bem me lembro desse artigo e do fato que o inspirou em 2003. Quando é que vc vai esquecer o "antológico" acontecimento? A reedição do artigo dá a entender que cinco anos não foram suficientes... Rsss...

Cacá Haddad disse...

Caro Londrina,

Como sempre cutucando os duas caras. Parabéns!!!
Ótimo exemplo esse do Corisco enrabando o Lampião.
Aliás, "duas caras" como sempre tomam no rabo como aconteceu com o rei do cangaço. Não são homens nem aqui e nem na puta que os pariu. Na sua frente são uma coisa, atrás são outras. No fim das contas acabam por encostar na pedra e gozar com o pau dos outros.

Abraços,

Cacá

Lucas Lima disse...

Obrigado pelos elogios, enquanto aos filósofos citados, hoje estou muito apegado a renascença e ao iluminismo. Agora meu nobre amigo não guardo amargor em minha vida. Como isolado, estou com duas taças de Abioto em minhas mãos esperando nobre colega para celebrar a vida. Meus críticos dizem que tenho pouco conhecimento mecânico em codificar e decodificar o conhecimento. Na política me consideram um cisco, talvez eu seja um cisco, mas um cisco matuto. Quem perde e quem ganha só o tempo dirá. Obs. Mande um abraço para seu mestre.

Anônimo disse...

CARO LUCAS LIMA.
ACREDITO QUE VOCÊ, COMO JA FOI MENSIONADO ANTERIORMENTE TEM MUITO A COLABORAR COM O BLOG, ENTRETANTO, ME PARECE QUE NÃO ENTENDEU O REAL SIGNIFICADO DESTE. O OBJETIVO DO CRIADOR DO BLOG, CREIO EU, É UM DEBATE SAUDAVEL A RESPEITO DO QUE VIVENCIAMOS NA POLITICA, ONDE PESSOAS QUE POSSUEM O DOM DA GRAFIA COLABORAM ENFATIZANDO E OPINANDO NOS PROBLEMAS CITADOS EM NOSSOS ARTIGOS. VEJO EM VOCÊ OU UM ESCRITOR FRUSTRADO, OU UM POLÍTICO DESPEITADO, QUE PARA SOBRESSAIR PRECISA USAR NOMES FALSOS PARA NÃO DENEGRIR AINDA MAIS SUA BIOGRAFIA. AO INVÉS DE ALFINETAR OS QUE AQUI ESCREVEM, POR QUE NÃO PUBLICAR UM ARTIGO? POR QUE NÃO AJUDAR COMO OS RENOMADOS COLEGAS DE BLOG A ENCONTRAR SOLUÇÕES PARA OS PROBLEMAS VIVIDOS EM NOSSA REGIÃO?
ESPERAMOS ANSIOSOS O SEU ARTIGO

bruno pinto soares disse...

Caros,

Certas contendas, por mais que façam parte do jogo das idéias e discussões, estão desvirtuando o propósito inicial do Blog.

Acredito que artigos, que discutam partidos, pessoas, idéias, geram debates acalorados e algumas 'alfinetadas' a mais. Isso é saudável. Entretanto alguns estão esquecendo de debater idéias para centra-se apenas no articulista.

Vejo que há vários críticos aqui, uns anônimos, outros com pseudônimos. É valida essa identidade oculta, desde que a pessoa acrescente a discussão. Nesse blog já discutimos a construção de um anel viário, federalização da FAI, problemas com a cultura e o cinema, as dificuldades da oposição em se articular, finaciamento de campanha, vereadores e outras questões. Assuntos interessantes não faltam.

Não podemos perder o foco. O convite para novos articulistas está em aberto. Passo, novamente, meu e-mail: brunubis@yahoo.com.br

Aqueles que quiserem colocar seus textos e discutir IDÉIAS para a cidade estão convidados.

Abraço

Será que não

Lucas Lima disse...

Eu uso pseudônimo, mas não sou anônimo, não tenho qualidades nem formação para ser escritor, políticos todos são. Alfinetei? Peço desculpa. Artigos, só sei escrever poucas linhas, quando ao dono do blog é só olhar a caixa de correio dele mandei algumas humildes frases se ele gostar publique , se não sairei sem ressentimento. Um abraço

Londrina disse...

Nobre Lucas Lima,
Deixemos a cicuta, ou o abioto se preferir assim, para quem nunca produziu nada na vida. Que tal um encontro para colocarmos nossas idéias em dia? Meu endereço eletrônico é sindserv.adt@hotmail.com.
Aguardo resposta.
Abraços.

Chiquinho Toffoli disse...

Como sempre o Londrina nos surpreende. Lembro também deste artigo em 2003.Concordo com vc a respeito desses comentários negativos a respeito dos petistas. Acho Londrina,que são pessoas que não suportam a idéia de que ainda existam pessoas honestas na política.

Anônimo disse...

Nobre Chico Toffoli, sua concordância para com os artigos aqui publicados é assustadora. Se o debate do blog dependesse de suas opinioes para que fosse possivel algum confronto de idéias, este veiculo já estaria sepultado.Conte qtas vezes utilizou o termo "concordo" ou semelhante neste blog..Que belo exemplo de consenso político!

Henrique Toffoli disse...

é proibido concordar?!
acho válido concordar, ou discordar.
o mais importante é a processo de discutir os assuntos aqui postados.

Deveria ser proibido o anonimato!
Anonimo é sinonimo de impotente, covarde!

Meu caro, você leu o que Bruno escreveu logo acima? Vamos discutir os temas e não as pessoas!

Mauro Cardin disse...

Imagino que as pessoas aqui no blog precisem ter bom senso, e não um nome. Se um anônimo faz um comentário ponderado e bem costurado, deixemo-lo em paz. O comentário vale como outro qualquer. Se um lucas lima diz coisa com coisa e não ofende ninguém, o que é que tem?... Talvez a pessoa não possa se identificar. Afinal, esta é uma pequena cidade e cada um sabe onde aperta o sapato. Agora, se a agressividade já é uma coisa detestável, imagine a agressividade de um anônimo! Não estou defendendo o anonimato, mas o bom senso. Abraço a todos.

Chiquinho Toffoli disse...

"Anonimo", o Henrique já respondeu por mim. Aliás, acho que pessoa como vc que se esconde, não merece nem resposta. Mas como diria o apresentador Jorge Kajuru:
'VÁ TE CATÁ CARA PÁLIDA"

Chiquinho Toffoli disse...

O "anonimo" vai gostar de saber que eu não concordo com o Mauro Cardim, que aliás, é imprescindível neste blog. Gosto de saber com quem estou falando, discutindo idéias. Prefiro ser criticado por alguém que conheço do que por um "imaginário". Parece quando alguem te liga e não se identifica, a gente fica até com medo.

Londrina disse...

Companheiro Chiquinho,
Todo petista é parte de um grupo de pessoas que sonha com um mundo melhor. Assim, quando um membro desse grupo é atacado de forma covarde, o mínimo que os outros deveriam fazer é defende-lo.
Abraços.

Everton Santos disse...

O anônimato deve ser utilizado em situações condizentes e não para atacar, concordar ou discordar. Discutir idéias, conceitos, posicionamentos, enfim, ter livre expressão é direito constitucional, portanto, não há motivos - hoje - para utilizar pseudônimos. Para mim, Lucas Lima (ou seja lá quem for) é outro anônimo... Sempre tive meus posicionamentos e os defendi, mas não fiquei atrás da cortina de fumaça formada pela malícia daqueles que agem de forma ardilosa para alcançar seus objetivos. Não concordo ou discodo por ser este ou aquele, mas simplesmente concordo ou discordo. Quanto aos anônimos, abomino!

Londrina disse...

Anônimo infeliz.
Tua máscara está prestes a cair. Como intelectual você deveria saber que "quando aprendemos um exercício, por exemplo, começamos conscientes de cada movimento que devemos executar. Ele vem de nós, resulta de uma decisão e implica uma escolha. Depois, à medida que os movimentos se encadeiam e se determinam mecanicamente, nos dispensam de decidir e de escolher". Quando isso ocorre, a pessoa pode enviar comentários como anônimo e, num lapso de memória, assiná-los. Como disse no início, teus dias de glória estão contados.
Meus pesames.

Londrina disse...

Grande Everton Santos!
Você percebeu que tem gente postando comentários como anônimo e depois, num ato falho, se esquece que é "anônimo" e assina o que escreve? Será que essa pessoa é mesmo autofágica?
Abraços.

maria eugenia disse...

esse blog que fizeram esta indo muito bem!!

Lucas Lima disse...

Querido Everton, o pseudônimo é tutelado pela lei. Muitos usaram pseudônimos porque sempre criticaram lideranças políticas em tempos difíceis. No meu caso uso isso simplesmente para manter em nossas lembranças quem no Brasil foi preso, torturado ou até morto. Respeito sua posição, se comentei algo injusto peço desculpas.
Obrigado Mauro pelo apoio dado a mim e a este espaço precisamos de lideranças como a sua. Londrina quanto mais o tempo passa, mais te conheço e te admiro cada vez mais.
Aos anônimos. Nunca foi minha intenção prejudicar ninguém com as minhas frases; se o fiz peço aos que foram prejudicados por mim que me perdoem.

Anônimo disse...

muito bem senhor londrina